Notícias

29/07/2022

CNT recebe Lula para o Diálogo com os Presidenciáveis

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) realizou, ontem (28 de julho), com o candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a primeira edição do Diálogo com os Presidenciáveis, que faz parte do 5º Fórum CNT de Debates. O presidenciável esteve na sede da entidade, em Brasília, acompanhado do candidato a vice-presidente, Geraldo Alckmin, e do coordenador do programa de governo da Frente Ampla “Vamos todos juntos pelo Brasil”, Aloizio Mercadante. O evento foi transmitido, ao vivo, pelo canal da CNT no Youtube.

Lula apresentou seus planos e compromissos com o setor de transporte brasileiro para os próximos anos. Segundo o presidenciável, na questão da infraestrutura, o Estado tem um papel preponderante para que o Brasil dê um salto de qualidade. “Não defendo o Estado empresário. Defendo o Estado indutor. Se o Estado não entra, não tem solução”, afirmou. E concluiu: “dinheiro em caixa é bom se transformado em obra, se transformado em rodovia, em ferrovia, em portos, em aeroportos, em empregos. E é isso que vamos fazer neste país”.

O candidato recebeu, das mãos do presidente da CNT, Vander Costa, a publicação “O transporte move o Brasil: propostas da CNT ao País”, documento com contribuições que visam fomentar a geração de emprego, o crescimento econômico e a sustentabilidade ambiental e energética. Costa ressaltou que o setor de transporte é imprescindível para o desenvolvimento socioeconômico de qualquer país. “Quanto mais uma nação produz, maior é a sua interface com o transporte e a logística. Pessoas precisam se locomover e produtos precisam ser entregues dentro e fora do território nacional. É isso que o nosso setor faz: move o Brasil”, afirmou.

Lula foi o primeiro candidato a confirmar participação no Diálogos com Presidenciáveis. A CNT agora aguarda as confirmações das participações dos outros candidatos mais bem posicionados na última edição da Pesquisa CNT de Opinião.

Assista à primeira edição do Diálogos com Presidenciáveis:

 

Foto: Divulgação / Agência CNT Transporte Atual