Notícias

20/05/2016

Esporte paralímpico para cegos conta com apoio da RioCard

A RioCard está apoiando a Urece (Esporte e Cultura para Cegos), que tem, entre suas ações, o treinamento de equipes de goalball, modalidade paralímpica. Alguns dos atletas apoiados pela RioCard vivem a expectativa da convocação para integrar a seleção brasileira que irá disputar a Paralimpíada do Rio de Janeiro, em setembro.

 

Foto: Jorge dos Santos

Foto: Jorge dos Santos

 

“Apoiar um projeto como o desenvolvido pela Urece reforça o papel da empresa em incentivar iniciativas que promovam a inclusão social, o bem-estar das pessoas, além de garantir o seu direito de ir e vir, independentemente da finalidade”, defende Cassiano Rusycki, diretor da RioCard Cartões.

 

O presidente da Urece, Anderson Dias, deficiente visual desde a infância, reconhece o apoio dado pela RioCard para a continuidade do projeto e inserção dos deficientes visuais no mundo do esporte. “Precisamos da participação das empresas, pois sabemos das dificuldades que os esportes tradicionais têm em se manter; imagina, então, uma modalidade pouco conhecida, como a nossa. Para esses atletas, esse apoio da RioCard é fundamental”, afirmou.

 

Você sabe o que é goalball?

 

O goalball foi criado, em 1946, pelo austríaco Hanz Lorezen e o alemão Sepp Reindle, que tinham como objetivo reabilitar veteranos da Segunda Guerra Mundial que ficaram cegos. Na Olimpíada de Toronto (1976), sete equipes masculinas participaram na condição de exibição. Dois anos depois a modalidade teve o primeiro campeonato mundial, realizado na Áustria. Em 1980, na Paralimpíada de Arnhem, iniciou como esporte paralímpico, mas somente na categoria masculina.

 

Não passou muito tempo, e as mulheres também ganharam espaço nesse novo esporte. Agora, às vésperas dos Jogos Rio 2016, o goalball é uma das esperanças de medalhas para o Brasil. Para conhecer mais sobre o esporte, acesse os sites http://cbdv.org.br/pagina/goalball e http://urece.org.br/site/esportes/goalball.

 

Foto: Jorge dos Santos

Foto: Jorge dos Santos