Notícias

29/08/2019

Fetranspor firma parceria com TJRJ para garantir capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade social

A Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro e o Tribunal de Justiça do Rio firmaram acordo para beneficiar jovens em situação de vulnerabilidade social ou que já cumpriram medidas socioeducativas. O convênio, assinado dia 29 de agosto, no Fórum Central, prevê a destinação, pela Federação, de créditos de passagens de ônibus municipais e intermunicipais, por meio do Riocard Mais, que serão utilizadas por esses jovens nos trajetos para cursos de capacitação e educação. A iniciativa visa a facilitar sua inserção no mercado de trabalho.

“Nesta nova fase da Federação, com a nova governança e um código de conduta efetivo, amparado por um programa de integridade e conformidade, incluímos na nossa missão a atuação na área de responsabilidade social. Quando tivemos a oportunidade de encontrar um projeto qualificado como esse conduzido pelo Tribunal de Justiça, foi a chance de iniciar esse processo. Queremos ajudar na qualificação desses jovens”, afirmou o presidente executivo da Federação, Armando Guerra Jr. “Estamos preparados para iniciar, imediatamente, a cessão dessas passagens para os jovens não deixarem de comparecer às aulas dos cursos de capacitação”, completou.

O presidente do TJ, o desembargador Claudio Mello Tavares, chamou a atenção sobre as dificuldades dos jovens que buscam uma nova chance quando encerram o período de cumprimento de medidas socioeducativas. “Temos que tentar, de alguma forma, buscar a união entre as instituições para ajudar essa juventude que carece, efetivamente, de uma oportunidade. Sabemos que existe certa resistência em dar uma chance de recuperação a um adolescente infrator. Após cumprir a medida socioeducativa, esse adolescente não é tão bem recebido pela sociedade, que tem medo de dar a esse jovem uma oportunidade de trabalho”, destacou. “Tenho certeza de que essa semente que estamos plantando hoje significará os frutos que iremos colher no futuro”, acrescentou.

Também assinaram convênios com o TJRJ a OAB-RJ e o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Leste Fluminense (Conleste), através de seus presidentes, respectivamente, Luciano Bandeira, e o prefeito de Itaboraí, Sadionel Souza. Essas parcerias permitirão que escritórios de advocacia e empresas ofereçam oportunidades de trabalho para os adolescentes, através do Programa Jovem Aprendiz.

A desembargadora Renata Cotta, coordenadora da Comissão de Articulação de Programas Sociais (Coaps) do TJRJ, explicou como a OAB-RJ e o Conleste irão atuar junto ao TJRJ buscando a inserção dos jovens.

“A OAB-RJ se comprometeu em auxiliar nas indicações junto aos escritórios de advocacia para contratação dos jovens, dando uma oportunidade para, talvez, no futuro, propiciar uma carreira na área jurídica. Já o Conleste irá construir a primeira república no estado do Rio, no município de Itaboraí, para abrigar os jovens que quando atingem a idade limite para permanecerem no acolhimento, não têm para onde ir. A república irá abrigar jovens de 18 a 24 anos”, explicou.

Foto: Divulgação / Felipe Cavalcanti – TJRJ