Notícias

14/01/2022

Fetranspor repudia ataque a dois ônibus em Caxias: já são 232 veículos incendiados desde 2016

A Fetranspor repudia os ataques criminosos a dois ônibus da empresa Transportes Machado, na noite desta quinta-feira, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Com estes casos, sobe para 232 o número de ônibus incendiados no Estado do Rio desde 2016, sendo quatro somente nas duas primeiras semanas de 2022. A população é a mais prejudicada com a redução da oferta de transporte público.

O custo de reposição ultrapassa os R$ 100 milhões, recursos que poderiam estar sendo investidos na melhoria do atendimento aos passageiros. É importante lembrar que a inexistência de seguro para esse tipo de sinistro, somada à crise econômica que atinge o setor, leva à perda da capacidade de investimento das empresas na renovação da frota, tornando completamente inviável a reposição dos ônibus incendiados.

O primeiro veículo, da linha 23M (Imbariê-Caxias), foi incendiado, por volta das 21h, na Avenida do Canal, no bairro 22 de Abril, em Imbariê. Em seguida, o coletivo da linha 404I (Piabetá-Caxias) foi abordado na Rua Professor Luís Sodré, em Parada Angélica. Nenhum passageiro ou rodoviário ficou ferido. Desde 2016, foram 65 ônibus incendiados das empresas que operam em Duque de Caxias.