Notícias

23/03/2016

Fetranspor Social lança relatório do Diálogo Jovem durante Fórum

Colaboração e confiança foram as peças chaves do Fórum Fetranspor Social, no dia 23 de março, cujo tema foi “Relações Ganha-Ganha: conhecendo oportunidades”. O evento, realizado na UCT, foi palco do lançamento do “Relatório Diálogo Jovem – Falar com ações, metodologias e resultados”, disponível para download no site do programa (www.dialogojovem.com.br).

 

Estiveram presentes integrantes do Diálogo Jovem, jornalistas, além de colaboradores do setor de transporte, para ouvir os cases apresentados pelo superintendente do TransÔnibus, Jorge Murilo; pela diretora do Instituto JCA, Tatiana Antunes de Andrade; e a gerente de Recursos Humanos da JCA, Simone Campbell.

 

Foto: Arthur Moura

Foto: Arthur Moura

 

“Queremos mostrar que vale a pena a conversa e a troca de experiências, como as realizadas no Fórum Fetranspor Social. Esperamos que, com o relatório do DJ, possamos compartilhar todo nosso aprendizado, metodologias e processos, e que consigamos influenciar outras instituições ao diálogo”, disse Márcia Vaz, gerente de responsabilidade social da Fetranspor.

 

 

Experiências de diálogo e colaboração

 

Durante o Fórum, Tatiana Antunes apresentou toda experiência de construção, junto com os jovens, do evento final do DJ, que reuniu 180 convidados presentes, 65 pessoas online, além das 22 mil pessoas alcançadas na cobertura feita pelas mídias sociais do programa. De acordo com Tatiana, o evento aconteceu em outubro, mas começou a ser construído muito antes. “O diálogo é sempre um convite. No momento que o propomos, abrimos espaço para o sim ou o não. Tudo só foi possível por termos trabalhado de forma colaborativa e por conta da confiança existente entre os participantes. Tenho certeza que a qualidade dada na preparação do encontro foi tão importante quanto o próprio evento”, explicou.

 

Outro ponto alto do encontro foi a apresentação do superintendente do Transônibus, que trouxe a experiência da construção do planejamento estratégico da entidade e os desafios na elaboração do Plano Diretor de Transporte Urbano da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

 

Foto: Arthur Moura

Foto: Arthur Moura

 

Os integrantes do DJ aproveitaram para questionar e entender melhor como acontecem as ações e o planejamento da mobilidade dos municípios que integram o Grande Rio. “Só com o diálogo a gente constrói. Entendemos, com o nosso planejamento, que nosso setor precisa se posicionar, e que a mobilidade transcende um determinado município. Por isso organizamos um fórum de debate entre secretários de urbanismo, obras, transporte e o setor, para que fosse possível um alinhamento de todos no plano diretor”, contou Murilo.