Notícias

01/10/2015

I Fórum de Manutenção da Fetranspor estimula troca de informações entre clientes e fabricantes de ônibus

Com o objetivo de ampliar o conhecimento dos colaboradores das empresas de ônibus do Estado do Rio de Janeiro, estimular os debates entre problemas e soluções das suas rotinas, assim como as trocas de informações destes profissionais, a Universidade Corporativa de Transportes – UCT convidou as montadoras Scania, Mercedes Benz, Man Latin America e Volvo para participar do I Fórum de Manutenção da Fetranspor, realizado nos dia 1º e 30 de setembro, no auditório da Universidade.

 

Foto: Arthur Moura

Foto: Arthur Moura

 

Carlos Henrique Sales Van Melis, instrutor de treinamento técnico da Man Latin America, aceitou o convite bastante satisfeito: “O Fórum é importante para trazer informações das fábricas e apresentar preocupações com um plano de manutenção e com a qualidade dos materiais utilizados nos ônibus Volkswagen para diminuir a quantidade de falhas em campo. Além disso, é uma oportunidade para conhecer novas pessoas e entender o trabalho do gerente de serviços dentro de uma garagem, pois isso pode impactar em redução de manutenções e aumento da durabilidade e do rendimento no campo”.

 

Manutenção em foco

 

Cerca de 100 profissionais do setor de manutenção participaram das palestras ouvindo e trocando experiências sobre tecnologias e situações diversas, que fazem parte das suas operações. Para Cláudio Barbosa Neves, gerente de Manutenção da Auto Lotação Ingá e Transportes Peixoto, o setor realmente precisava dessa iniciativa para dar a todos a possibilidade de tirarem suas dúvidas. “Também sugiro convidar os fabricantes das peças que montam os chassis para entendermos as novas tecnologias um pouco melhor. Conseguimos trocar algumas experiências e isso foi muito bom. Tenho um tipo de operação em Niterói diferente das encontradas no Rio, e o que aconteceu comigo não aconteceu por aqui, mas pode acontecer. Ou seja, nossos veículos podem ter mais desgaste de motor, por exemplo, e os outros mais desgaste no eixo traseiro ou na caixa de marcha. E sabendo o que e quais as causas de determinadas situações, posso proteger a nossa frota; este feedback é excelente”.

 

Foto: Arthur Moura

Foto: Arthur Moura

 

Diferenças entre motores e suas particularidades, como identificar e evitar fatores que diminuem a potência dos motores, importância dos lubrificantes e boas práticas de manutenção, como a troca de fluidos, planos de manutenção recomendados para cada tipo de operação, sistemas de gerenciamento de frotas e falhas causadas pelo uso de produtos armazenados de forma inadequada, foram alguns dos assuntos abordados. No final, todos puderam deixar opiniões e sugestões, que serão analisadas para a realização de um novo encontro.