Notícias

21/07/2020

MDT divulga manifesto pela criação do Sistema Único de Mobilidade

O Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade para Todos (MDT) está conclamando toda a comunidade interessada na mobilidade urbana e nos transportes públicos (ongs, pesquisadores, sindicatos da indústria de equipamentos, consultorias, etc.) para se mobilizarem pela criação do SUM (Sistema Único de Mobilidade). A proposta vem ao encontro da determinação constitucional do direito social, da essencialidade do transporte público e do seu reconhecimento como um dos vetores principais de desenvolvimento econômico, social e ambiental das cidades e do País.

Criado em 2003, o MDT é um articulador das diferentes entidades da sociedade organizada, representando movimentos populares nacionais pela reforma urbana, mobilidade ativa, trabalhadores da área de transporte e logística, profissionais da engenharia e da arquitetura, prefeituras municipais e entidades empresariais dos segmentos de transporte público por ônibus e sobre trilhos. Por anos, o MDT atuou defendendo mais recursos para a qualificação do transporte público e o barateamento das tarifas. Em junho de 2016, visando ampliar sua ação e responder a um novo momento político e institucional do País, a articulação decidiu assumir personalidade jurídica própria, com a fundação do Instituto MDT.

Durante o 21º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, promovido pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) em junho de 2017, o Instituto MDT lançou o primeiro manifesto pela criação do Sistema Único de Mobilidade Urbana Sustentável (SUM), no contexto da construção de um “Pacto da Sociedade pelo Transporte como Direito Social”.

Acesse o Manifesto: http://mdt.org.br/mnfstSUM.html

Fonte: Instituto MDT