Notícias

26/11/2015

Municípios da Baixada Fluminense assinam acordo para elaboração do Plano de Mobilidade

A secretaria de Estado de Transportes estabeleceu, na manhã do último dia 26, o convênio de cooperação técnica com os municípios da Baixada Fluminense para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana. O evento contou com a presença dos prefeitos locais assim como dos secretários de transporte de cada município e foi realizado na sede do Transônibus, em Nova Iguaçu.

 

Foto: Jorge dos Santos

Foto: Jorge dos Santos

 

A parceria prevê a ação conjunta da Secretaria com as seis cidades da Baixada Fluminense (Belford Roxo, Mesquita, Nova Iguaçu, Nilópolis, Queimados e São João de Meriti) na elaboração de seus respectivos planos de Mobilidade Urbana. O objetivo é que os projetos apresentem soluções integradas de trânsito entre as cidades e estejam em conformidade com as diretrizes e soluções de mobilidade apontadas pelo Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU) e também pelo Plano Estratégico de Logística e Cargas do Estado (PELC).

 

Para Carlos Roberto Osório, secretário estadual de Transporte, o convênio mostra que as cidades estão dispostas a discutir um novo modelo de cidade gerando mais oportunidades para os seus respectivos habitantes. “Com os planos de mobilidade de cada um concluído, os municípios ajudarão na formulação das políticas públicas de transporte. Nesse processo, contaremos com a inteligência e a experiência de técnicos do Banco Mundial e isso é significativo para a integração da Região Metropolitana”, disse.

 

Foto: Jorge dos Santos

Foto: Jorge dos Santos

 

O presidente-executivo da Fetranspor, Lélis Teixeira, falou sobre a importância da formalização do acordo para a melhoria da Mobilidade na região. “Esse convênio é fundamental porque das 5.600 cidades brasileiras, todos os municípios com mais de 20 mil habitantes devem ter seus planos de mobilidade para obtenção de recursos de modo a priorizar o transporte e assim proporcionar melhor qualidade vida para as pessoas das cidades da Baixada Fluminense”.

 

Após a formalização do convênio, a gerente de Políticas Públicas do ITDP, Ana Nassar, fez uma breve apresentação contendo as diretrizes para formulação dos planos de mobilidade. A elaboração de um pré-diagnóstico da cidade deve conter informações como a base georreferenciamento do sistema viário, os principais deslocamentos origem-destino, além de dados sobre vagas de estacionamentos e calçadas.