Notícias

12/05/2014

Niterói recebe nova frota de ônibus climatizados

Na quinta-feira 8 de maio, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, a secretária de Urbanismo e Mobilidade, Verena Andreatta, e os presidentes dos consórcios TransNit e TransOceânico, João dos Anjos e João Carlos Teixeira, respectivamente, entregaram à cidade 50 novos ônibus com ar condicionado que farão parte efetiva da frota. “O diálogo entre o poder público e o setor privado é o caminho para construir uma cidade melhor e oferecer mais qualidade de vida para o cidadão da nossa cidade”, afirmou o prefeito.

 

De acordo com o presidente da TransNit, todos os ônibus também estão equipados com GPS, câmeras de segurança e freio ABS, e utilizam a tecnologia EURO 5 e, como combustível, o Diesel S-10, que reduz a emissão de gases poluentes na atmosfera e atende aos padrões de qualidade vigentes. “Estamos nos esforçando para apresentar um produto com tecnologia de ponta e oferecer mais conforto tanto aos passageiros quanto aos rodoviários. A nossa visão é atender bem todos os nossos clientes”, explicou João.

 

O Decreto Municipal 11.570, que determina a climatização de 80% da frota dos ônibus da cidade até dezembro de 2016, foi assinado há três meses. Até o fim deste ano, serão entregues mais 100 ônibus modernizados, 150 em 2015 e esta mesma quantidade em 2016. “A implantação dos sistemas de ar condicionado nos ônibus não é supérfluo; é uma necessidade para garantir às pessoas mais dignidade e respeito. Em Niterói estamos trabalhando com um conceito que visa fortalecer o transporte público e apoiar iniciativas alternativas, como o uso da bicicleta. Tudo isso é para desestimular o tráfego dos veículos particulares, incentivar a utilização do transporte coletivo oferecendo mais conforto e facilitando a integração entre os modais e, consequentemente, melhorar a mobilidade urbana da cidade”, disse Rodrigo.

 

Para Verena Andreatta, a união entre o poder público e o setor privado é essencial para o bom funcionamento dos serviços. “A função da operadora é oferecer uma frota com os requisitos mais modernos. E o poder público, além de fiscalizar e de cobrar, precisa ser parceiro neste momento de renovação da operação”. Em relação a esta mudança de tecnologia, João dos Anjos afirmou: “As novidades exigem treinamentos. E junto com a Fetranspor e o Setrerj, oferecemos equipes de preparação aos rodoviários para que todos estejam prontos a atender o público de uma maneira satisfatória”.