Notícias

27/03/2020

Sem acordo, empresas de ônibus preveem 800 demissões em Petrópolis

Diante da absoluta queda na demanda de passageiros do sistema de transporte, que atualmente supera 75%, o Setranspetro, Sindicato das Empresas de Transporte de Petrópolis, convocou o Sindicato dos Rodoviários para abrir negociações que pudessem garantir os empregos. Entretanto, mesmo após várias reuniões, realizadas desde a última terça-feira (17/03), o sindicato da categoria recusou a proposta do Setranspetro de redução salarial proporcional a diminuição da carga horária.

O Setranspetro afirma que caso não ocorra essa redução salarial, não há possibilidade de garantir mais de 800 empregos, já que com a baixa quantidade de pessoas se deslocando, não é possível manter a frota em operação e nem garantir a quitação de todos os custos do sistema, que só com folha de pagamento gira em torno de R$ 300 mil por dia útil operado.