Notícias

07/10/2015

Transônibus lança Plano de Cargos e Salários em parceria com a Fetranspor

Ferramenta fundamental para a estruturação do sistema de gestão de pessoas nas empresas, representando um novo momento nas relações de trabalho no setor de transporte. Assim pode ser definido o Plano de Cargos e Salários (PCS), lançado no dia 7 de outubro, pelo Transônibus, em parceria com a Fetranspor, e que deve começar a fazer parte do dia a dia de algumas empresas que operam na Baixada Fluminense.

 

A solenidade de lançamento, realizada no auditório do TransÔnibus, em Nova Iguaçu, foi motivo de comemoração por parte de empresários, colaboradores, além de toda a equipe envolvida na formulação das diretrizes. A diretora de Gestão de Pessoas da Fetranspor, Ana Rosa Bonilauri, agradeceu o empenho dos que “trabalharam de forma incansável para a construção de um documento que servirá como referência para todo o Estado e também para o setor de transporte de passageiros de todo o país”.

 

A ideia de lançar o PCS surgiu a partir da implantação do Planejamento Estratégico do Transônibus, que definiu o Plano como uma das iniciativas prioritárias do segmento, por constituir-se num sistema organizado de posições de trabalho, que estrutura o quadro de pessoas das organizações de modo consistente com as necessidades atuais e futuras das empresas e com base nas práticas de mercado.

 

Foto: Jorge dos Santos

Foto: Jorge dos Santos

 

“Avançar as relações de trabalho”

 

Coube à diretora de Gestão de Pessoas do TransÔnibus, Rosa Emília da Conceição, apresentar o PSC e explicar as etapas e recomendações necessárias para sua implantação, ressaltando a importância de mantê-lo atualizado. Rosa mostrou que a metodologia aplicada é uma das mais modernas em gestão de pessoas e que, para formulação do documento, foram realizadas acima de 100 entrevistas com diversos profissionais que atuam nas empresas, de modo a mapear os variados cargos, as competências atribuídas a cada um, assim como as políticas salariais praticadas pelas operadoras. Sem esconder o entusiasmo, ela falou que as empresas que prestam serviço à população necessariamente precisam “pensar nas pessoas”. “Precisávamos modernizar e avançar as relações de trabalho. Por isso, houve um esforço grande de todos os envolvidos, que aceitaram o desafio para qualificar todas as organizações que compõem o sistema”, disse.

 

A coordenadora de Gestão de Pessoas da Fetranspor, Cristiane Paladino, apresentou a consolidação do trabalho realizado após as entrevistas, em que foram mapeados 55 cargos, sendo 24 no setor administrativo, 22 na Manutenção e nove identificados na Operação. Paladino esclareceu que não necessariamente as empresas terão todos os cargos em sua estrutura; deve variar de acordo com cada organização, que vai fazer a adequação dentro dos preceitos do manual.

 

Vera Cruz recebeu projeto-piloto

 

O projeto-piloto de aplicação do Manual de Cargos e Salários foi realizado no período de julho até o dia 1° de outubro, na Auto Viação Vera Cruz. De acordo como o diretor da empresa, Francisco Carlos, o engajamento, ao longo de três anos de participação na construção do documento, reflete um novo momento do Sindicato e das empresas, pois o manual “mexe com toda a estrutura da empresa e com a vida das pessoas”, afirmou. O objetivo do Transônibus é que novas empresas do setor implantem o Plano a partir de agora.

 

Também prestigiaram a solenidade o presidente do Transônibus, Narciso Gonçalves do Santos; empresários da base do Sindicato; profissionais da área de Gestão de Pessoas; representantes de outros sindicatos filiados à Fetranspor; além de colaboradores que participaram das entrevistas para a produção do PCS e receberam um certificado como forma de reconhecimento pela contribuição.