Notícias

19/06/2019

WRI lança guia para medir qualidade do transporte por ônibus nas cidades

O WRI Brasil lançou um guia com a metodologia e os indicadores resultantes do grupo de Benchmarking QualiÔnibus, coordenado pelo Instituto, e que reúne prefeituras e operadoras de transporte coletivo por ônibus do Brasil. O Guia QualiÔnibus apresenta três ferramentas – Pesquisa de Satisfação, Indicadores de Qualidade e Grupo de Benchmarking – que podem ser usadas por cidades dos mais diferentes portes e sistemas de transporte, desde serviços baseados apenas em ônibus até interligações com trem e metrô. A publicação está disponível no site: www.wri.org.br.

 

O grupo de Benchmarking QualiÔnibus, cujo trabalho foi a base para a estruturação do Guia, promove a troca de experiências, entre os participantes, para melhorar o transporte público nas grandes cidades brasileiras. Trata-se de um dos mais qualificados fóruns para discutir e disseminar a qualidade dos serviços de ônibus no País. O Grupo começou pelo desenvolvimento de parâmetros e indicadores comuns, já que um dos principais obstáculos que as cidades enfrentavam era o fato de que cada uma tinha um jeito próprio de medir a qualidade do serviço – e isso impedia que uma aprendesse com a experiência das outras. Esse trabalho teve início em 2012, envolvendo os responsáveis por transporte coletivo das cidades participantes e técnicos do WRI Brasil. Dezenove pesquisas já foram aplicadas.

 

“O projeto QualiÔnibus e suas ferramentas permitem que a percepção do cliente seja conhecida, a qualidade do sistema monitorada e a troca de experiência entre diferentes sistemas ocorra. A utilização da Pesquisa de Satisfação e dos Indicadores de Qualidade em uma estrutura padronizada, e ao mesmo tempo flexível, possibilita que sejam realizadas as comparações entre cidades, considerando também as particularidades de cada uma”, afirma Guillermo Petzhold, coordenador de mobilidade urbana do programa de Cidades do WRI Brasil. Petzhold destaca que “os ônibus, que respondem por quase 90% do transporte coletivo do país, sofrem com o congestionamento e com a perda de clientes para carros e motos. Nos últimos cinco anos, desde 2014, a falta de priorização e de infraestrutura de qualidade contribuiu para uma queda de 26% nos passageiros de ônibus; se considerado o período desde 1996, o índice chega a 36%. É urgente que empresas e prefeituras se unam para reverter esse cenário. O transporte público é fundamental para uma mobilidade urbana mais eficiente”.

 

Podem ser participantes do Grupo de Benchmarking provedores do transporte coletivo, sejam eles públicos ou privados, gestores, reguladores ou operadores. Além disso, instituições com conhecimento técnico reconhecido nos assuntos tratados pelo Grupo também podem fazer parte dele como facilitadores. Os participantes e facilitadores firmam um termo de compromisso que estabelece as regras gerais de seu funcionamento. Para garantir a qualidade e a padronização de dados coletados, os membros devem seguir rigorosamente os métodos estabelecidos para as ferramentas. O WRI Brasil atua como coordenador e facilitador do Grupo. Atualmente participam do QualiÔnibus: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Juiz de Fora, Uberlândia, Uberaba, Metroplan-RS e Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro. O Grupo conta ainda com a participação de instituições facilitadoras, como: NTU, ITDP e Fundação Getúlio Vargas.

 

O guia lançado pelo WRI, com a metodologia e os indicadores resultantes desse projeto, permitirá que outras cidades abracem a iniciativa.